“Tudo uma questão de treinamento”

.

.

Esse domingo aconteceu mais uma prova do campeonato mundial de Fórmula 1, o GP do Canadá. E uma cena na transmissão da Rede Globo me chamou a atenção sobremaneira.

E tudo por causa de um fato insólito acontecido em uma parada nos boxes. Um acidente estúpido envolvendo Lewins Hamilton na saída dos boxes motivou uma reviravolta incrível na corrida, gerando uma situação privilegiada para Felipe Massa, da Ferrari, que vinha de uma situação incômoda nos boxes.

Aparentemente quando tudo ia dar errado para o piloto brasileiro, um acidente bobo reverteu tudo e lhe deu a corrida de presente. Mas quando todos imaginavam que Massa ia sair em uma situação favorita para a vitória ele teve que retornar aos boxes para abastecer, o que lhe colocou em último lugar na prova.

Depois a reportagem da Globo informou que o que havia acontecido havia sido um erro no abastecimento de Felipe Massa, e erro gerado por equívocos da equipe mítica italiana. Cabe comentar que outros erros já aconteceram nesse mesmo campeonato e com a equipe que sempre foi uma referência em competência e sucesso; a Ferrari.

Mas o que me chamou a atenção foi dito pelo comentarista Luciano Burti, ao comentar o motivo do erro da Ferrari no abastecimento: “Galvão, isso tudo é uma questão de treinamento!”. Realmente, até mesmo a equipe de Fórmula 1 da Ferrari sente falta de investimento em treinamento e desenvolvimento profissional. Impressionante como existem ainda empresas que relevam a importância dessa iniciativa acreditando que apenas decisões periféricas menos importantes possam gerar resultados que somente o investimento nas pessoas pode criar.

Tudo uma questão de treinamento! A Ferrari já sabe disso, e você?

 

Há braços!

 

Eduardo Mesquita

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *