• +55 62 99451 5454
  • contato@ideiadiferente.com

Pica-Pau versus Megatron – by Luiz Caversan

Pica-Pau versus Megatron – by Luiz Caversan

Dia desses estava trocando fraldas dos meus tubarõezinhos e resolvi ligar a Tv para entreter um enquanto me dedicava às produções intestinais do outro. Estava passando um desenho antigo do Pica-Pau e eu achei ótimo naquela hora, porque era um episódio clássico, em que o passarinho atrevido é lixeiro e rouba a roupa de um policial. Como se isso fosse pouco o Pica-Pau aproveita da roupa de policial para comer frutas de graça em uma frutaria, e a cena dele escondendo um cacho de bananas dentro do chapéu de polícia é uma das lembranças vivas que tenho da minha infância, com o Leôncio esmagando o chapéu e fazendo descer uma cascata de banana amassada na cabeça do pássaro doido.

Mas aí eu me toquei do tanto de coisa errada que o Pica-Pau fazia, ele é violento, sarcástico, cruel, cínico, desleal e mais um monte de coisas que me arrepiaram os poucos pêlos. Coincidentemente na mesma semana eu encontrei esse texto do Caversan na Folha de São Paulo. Ele também sentiu o mesmo que eu, mas soube se expressar muito melhor.

Divirtam-se! 

 

 

Pica-Pau versus Megatron

Luiz Caversan



Todo final de ano é a mesma dúvida: o que dar de presente para o Antonio?

Sou padrinho do Antonio, ou seja, sou co-responsável pela felicidade dele, sobretudo em datas assim: Natal, aniversário, dia das crianças etc.

Daí a necessidade e a dúvida: o que eu compro de presente neste Natal?

Sempre passo diante de uma lojinha fofa, aliás, são duas, uma na Praça Vilaboim, outra na Cardoso de Almeida, ambas em São Paulo, que me encantam com seus brinquedos ditos educativos. A maioria na verdade remete à minha infância -peões, pipas, carrinhos de madeira, blocos de armar… -, mas sempre fico tentado a dar algum deles para o Antonio.

E fiz isso várias vezes, desde que ele nasceu, tem lá no quarto dele ainda alguma coisa dessas que mais aliviam a consciência de quem dá do que garantem a alegria de quem recebe.

Isso eu já pensava antes, agora tenho certeza.

Sim, porque, para dirimir a dúvida deste ano, resolvi ligar para o compadre: “O Antonio está numa fase monstros que se transformam”, me informou o pai. Bem, eu até que gostei dos Transformers, vi o filme outro dia e o robô bonzinho que virava um Camaro era o máximo. “É, mas ele gosta mesmo é do robô mau”, completou a comadre…

Do mau, aquele mauzão, o pior?

Sim, dele mesmo, o Megatron…

Pô, na verdade o filme dos Transformers é uma daquelas bobagens tecnológicas que encantam, a eterna luta do bem contra o mal, com o primeiro triunfando, mas o meu afilhado vai gostar logo logo do bandido, do tenebroso, do ruizão!

 

 

E põe bandido nisso, porque o tal do Megatron é pa-vo-ro-so…

Por que o Antonio não quer o Optimus Prime, que é o líder dos bonzinhos?

Porque, lá na sua cacholinha de cinco anos de idade, ele vai ficar do lado do mal. Será para sempre, será que vai influenciar a vida dele?

Bem, enquanto pensava nisso, procurei lembrar da minha própria infância, de como era viciado na televisão, ainda em preto e branco, e de como ficava horas na frente da telinha, a ponto de minha mãe achar que eu estava “viciado”…

Ah, mas naquele tempo era diferente, tudo mais ingênuo e inofensivo, pensei.

Leão da Montanha, Manda Chuva, Pica-Pau…

E por conta de uma grandessíssima coincidência, naquele mesmo dia estava eu diante da TV e, para evitar a novela que antecede o Jornal Nacional, enquanto esperava dar a hora do noticioso, botei a TV na Record. Que naquele horário exibe justamente o meu querido Pica-Pau, o herói das minhas tardes…

Bastaram algumas cenas do desenho animado para que ficar chocado.

A quantidade de sacanagem que o bendito passarinho comete contra todos os demais participantes do seu desenho é de arrepiar a lataria de qualquer Megatron.

Ele é um tremendo mau-caráter, enganador, violentíssimo. Usa todo tipo de armadilha para esmagar, explodir ou fazer picadinho de seus oponentes.

Um horror. Fiquei chocado.

Peraí, mas eu gostava tanto disso quando era criança! Gostava dessa pancadaria toda? Adorava essa risadinha irritante (He-he-he-hé!) que ele emite a cada maldade cometida? Como eu era capaz de não ficar apavorado com tanta violência?

Gente, diante do Pica-Pau o Megatron é um banana…

Bem, para encurtar essa história de Natal, acabei comprando o boneco do robô que se transforma, o tal Megatron, mas escolhi uma caixa em que também vem junto, para compensar, o bonzinho que acaba vencendo a guerra dos robôs no filme.

Espero que o Antonio se divirta. E que, por favor, fique longe dos desenhos desse tarado do Pica-Pau.

 

 

 

Se você quiser ver esse texto em seu local de origem, eis o link: http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/luizcaversan/ult513u481803.shtml

 

Agora se você quiser ver uma curiosidade muito interessante, visite esse link: http://br.video.clipta.com/Merrie_Melodies_-_Elmers_Candid_Camera_(1940)__vd7c50971ee4020519c6f. É um desenho de 1940 do “Happy Rabbit”, personagem que depois evoluiria para ser o Coelho Pernalonga. No final do desenho, repare na risada que ele solta.

Sim, é isso mesmo, a risada irritante que ficou famosa com o Pica-Pau foi inicialmente criada para o Pernalonga, mas Mel Blanc (criador e dublador do desenho) experimentou depois no Pica-Pau e viu que ela casava perfeitamente com o passarinho. Com o tempo ela sofreu sutis alterações, mas é perfeitamente identificável nesse desenho sendo cometida pelo coelho cinza.

 

 

 

Há braços!

 

Eduardo Mesquita

eduardo@ideiadiferente.com

.

Eduardo Mesquita

2 pensamentos sobre “Pica-Pau versus Megatron – by Luiz Caversan

ESTHERPublicado em  12:39 pm - dez 7, 2010

OI PICA PAU GATINHO BEIIJOSSSÚltimos Comentários
■Mariana Araguaia em Ah, a falta de cuidado…
■paulo j em Nós somos um país sério, pra desespero de De Gaulle
■paulo j em Mensagem de um filho orgulhoso
■eliana em Sobre piadas, palmadas e reflexões
■Eduardo Mesquita em Só os fortes sobrevivem – AmBev faz isso conosco.
Artigos Recentes
■Divulguem! Um país digno precisa dessa divulgação.
■Quem vai liderar a gente?
■Algo precisa ser feito, AGORA!
■Ah, a falta de cuidado…
■Nós somos um país sério, pra desespero de De Gaulle
Tags
Agenda Ambev arte atendimento Brasil Conscientização Custo Brasil escalada fotografia Futebol hobby humor lazer Meio Ambiente patriotismo política programação qualidade de vida rafting relacionamento treinamento trekking verdade

SAULO AUGUSTO DUARTEPublicado em  12:18 pm - mar 17, 2011

MEGATRON SÓ É CRUEL PORQUE ODEIA A JUSTIÇA, PRINCIPALMENTE VINDA DE SEU INIMIGO AUTOBOT, OPTIMUS PRIME, POR ISSO, MEGATRON PREFERE A INJUSTIÇA A QUALQUER PREÇO.

Deixe sua mensagem