Campanha – Parem de replicar besteiras na InFernet!!!

Todos os dias recebo e-mails, com milhões de endereços válidos, de pessoas que até possuem boa fé, mas que estão usando a internet da forma mais estúpida possível. Gente que replica mensagens mentirosas e calhordas achando que com isso podem livrar suas culpas de cotidianamente não fazer nada para melhorar a sociedade que vive. Gente que acha que apertando uma tecla consegue alterar sua rotina acomodada e confortável, que só se reforça atrás da tela do computador.

Entendo que fazem isso de boa fé. Mas as pessoas que originalmente disparam essas mensagens são criminosos, se valendo disso para adquirir e-mails válidos e para entupir a rede. A reportagem acima é de um jornal de Portugal, e mostra o tanto de opções criminosas podem ser alimentadas com o uso irresponsável da opção “Encaminhar”.

Não existem formas viáveis de se rastrear um e-mail para pagar dois centavos para a família da criança doentezinha. Não é inofensivo replicar uma mensagem dessas pela rede. Não existe um Hospital jogando córneas no lixo por não encontrar receptores; eu liguei no telefone da mensagem oito anos atrás e o Hospital em questão, do interior do estado de São Paulo, já havia enfrentado um protesto nas suas portas de uma população indignada, já havia tido suas linhas telefônicas entulhadas por pessoas iradas e já havia contratado um funcionário exclusivamente para responder à maldita mensagem mentirosa. E o hospital mencionado sequer trabalhava com córneas!

Sim, existe um ursinho cinza no seu computador, mas ele não é um vírus, é um aplicativo Java, e se você apagar o bicho pode ter problemas. Não existe ninguém com agulhas contaminadas no cinema distribuindo bilhetinhos de “Bem vindo ao mundo da AIDS”. Não existem gatos sendo criados em jarros de vidro para consumo de donos preguiçosos.

É muito  fácil acreditar em algo lido ou visto na web, é fácil como acreditar em algo visto num muro da cidade. Mas temos que ter mais cuidado para que essa ferramenta tão útil não se torne um peso morto em nossas vidas.

Então se você quer se livrar um pouco da sua culpa, procure uma instituição de caridade e participe de atividades voluntárias. Participe das passeatas contra a corrupção que acontecem pelo país afora. Doe algo por alguma dessas campanhas televisivas que sempre aparecem nos grandes canais (sim, isso é melhor que replicar mensagens burramente. E não, as Tvs não estão roubando “os dinheiros” das doações. Tudo é auditado.).

Mas o melhor é realmente você fazer sua parte, porque quem não atrapalha, já ajuda bastante.

.

.

Há braços!

Eduardo Mesquita

eduardo@ideiadiferente.com

twitter – @eduardoinimigo

.

Adicionar a favoritos link permanente.

3 Comments

  1. Boa, Eduardo! Li todo o seu post e a reportagem deste jornal. Muito importante conscientizar as pessoas. Inclusive eu, que já tinha ouvido falar de muita coisa parecida (hoax), ficava meio sensibilizado quando recebia um e-mail daqueles. Abraço!

  2. Boa, Eduardo! Li todo o seu post e a reportagem deste jornal. Muito importante conscientizar as pessoas. Inclusive eu, que já tinha ouvido falar de muita coisa parecida (hoax), ficava meio sensibilizado quando recebia um e-mail daqueles. Abraço!
    +1

  3. You’re getting a car from your younger sister……besides the fact that it’s really cool you’re mobile again, it’s kinda sadyou should be the one handing cars down, not the other way around……

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *